5 de setembro de 2017

Do alívio

Quem me tivesse visto ontem naquele consultório médico, facilmente iria perceber que eu estava prestes a falecer de ansiedade e que renasci no instante em que a minha mãe saiu e me deu as primeiras notícias. Tememos o pior, andei vários dias a pesquisar sobre aquela doença que o meu pai poderia estar a sofrer mas, felizmente, não é disso que se trata. Ufa! Ainda há um problema a resolver, porém, quero acreditar que o pior já passou. 


2 comentários:

Hi, there!
*Leave joy, take joy.* ;)