17 de maio de 2018

Dias destes


Trabalhar sozinha faz-me sentir algumas vezes... sozinha. Tem dias em que não importo mesmo nada, até prefiro, mas tem outros que me faz falta uma companhia, alguém para trocar meia dúzias de palavras sobre o tempo, a promoção de detergentes, ou o último filme que saiu no cinema... Eu vejo pessoas todos os dias, vou levar o M à escola e falo com uma ou outra mãe, com as auxiliares, com a educadora... Mas são no máximo 10 minutos e não é bem a mesma coisa. Depois que chego a casa sou eu e o computador. E só. 

Claro que o M quando está em casa me faz imensa companhia, que eu adoro e não trocaria por nada. Só que é diferente. Há dias em que faz falta aquele/a colega de trabalho para ir tomar o típico café nos dez minutos de pausa pela manhã. Ou para pedir uma opinião sobre o trabalho que estou a fazer. Enfim... Há dias em que me sinto sozinha. 

Hoje é um desses dias... 



6 comentários:

  1. Já pensei várias vezes em trabalhar por conta própria mas sinceramente ia sentir imensa falta dos colegas.

    ResponderEliminar
  2. Certo. As relações humanas são essenciais para nos sentirmos bem. Quando o círculo se fecha, tendemos a sentir-nos sós. Compreendo perfeitamente. Beijinhos. Gostei do teu espaço ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu diria que a tua situação tem o lado positivo e o lado negativo.
    Trabalhar sozinha faz com que tudo dependa de ti, não estás dependente das tarefas que terceiros que nem sempre fazem as coisas a tempo e acabam por atrasar a concretização do objetivo para aquele dia. Não tens que levar com histórias de contos e ditos e do leva-e-trás como acontece no meu trabalho.

    O lado negativo, sem dúvida, que é a sensação de solidão. Pese embora as complicações que às vezes surgem quando se trabalha com outras pessoas, a verdade é que ao menos há sempre alguém com quem falar, nem que seja por breves minutos. No teu caso, não tens isso. É um facto.

    ResponderEliminar
  4. Já trabalhei fora de casa e em casa e não trocava o escolher os meus horários e ter mais tempo para os meus filhos por companhia. Depois pesa muito o facto de não ter nenhum patrão, gosto muito de fazer as coisas ao meu ritmo.

    ResponderEliminar
  5. Como te compreendo! Havia alturas, no inicio, que achava que estava a ficar che-che de todo. Mas depois tambem tem as suas vantagens…
    O importante e' encontrar aquele equilibrio, sair de casa, ver gente, ir a um cafezinho, interagir com outras pessoas (pelo menos para mim).

    Nini

    ResponderEliminar
  6. Gostei muito de ver essa sua perspectiva. E permita me que lhe diga que tem um blog lindo simples e natural.. Ele flui....

    ResponderEliminar

Hi there!

*Leave joy, take joy.* ;)