31 ♫



You're broken down and tired
Of living life on a merry go round
And you can't find the fighter
But I see it in you so we gonna walk it out
And move mountains
We gonna walk it out
And move mountains


And I'll rise up
I'll rise like the day
I'll rise up
I'll rise unafraid
I'll rise up
And I'll do it a thousand times again
And I'll rise up
High like the waves
I'll rise up
In spite of the ache
I'll rise up
And I'll do it a thousands times again
For you
For you
For you
For you


When the silence isn't quiet
And it feels like it's getting hard to breathe
And I know you feel like dying
But I promise we'll take the world to its feet
And move mountains
We'll take it to its feet
And move mountains


And I'll rise up
I'll rise like the day
I'll rise up
I'll rise unafraid
I'll rise up
And I'll do it a thousand times again
For you
For you
For you
For you


All we need, all we need is hope
And for that we have each other
And for that we have each other
We will rise
We will rise
We'll rise, oh oh
We'll rise


I'll rise up
Rise like the day
I'll rise up
In spite of the ache
I will rise a thousands times again
And we'll rise up
Rise like the waves
We'll rise up
In spite of the ache
We'll rise up
And we'll do it a thousands times again
For you oh oh oh oh oh
For you oh oh oh oh oh
For you oh oh oh oh oh
For you

30 ♡


E, às vezes, é mais difícil do que parece... 

Quando...


Achavas que aquela pessoa não te podia desiludir mais, afinal... 
Que facada nas costas, senhores! Por esta eu não esperava... Aliás, já não espereva mais nada... 

Enfim, vivendo e aprendendo, não é verdade? 

27 ☀


24 ♥


Dúvidas minhas


A amiga descobre que tem um problema de saúde. Eu, de longe a longe, vou ligando para saber como está e fico a saber que terá que ser operada. No dia anterior à operação, ligo para desejar que tudo corra pelo melhor. Dias depois, já em casa e apta para receber visitas, vou à florista e compro uma flor bonita e que sei que vai gostar, para lhe oferecer. 

Vários meses se passaram. Eu adoeci e estive algumas semanas em repouso. Nem conduzir conseguia pois a medicação que estava a tomar era tão forte, que adormecia. Ela soube pelo meu marido que eu estava doente. Não que tivéssemos feito questão em contar, apenas calhou, porque tivemos que recusar um convite para jantar com ela e o seu marido. 

Não recebi um único telefonema por parte dela para saber se estava bem ou o que se tinha passado comigo. Nem uma sms. Nem uma mensagem via facebook. Nem uma visita. Também não recebi uma flor, muito menos artificial. 

Este é apenas um exemplo de algo que costuma acontecer com frequência na minha vida. Eu procuro saber, telefono, mando mensagens, preocupo-me, mostro-me interessada, teço elogios... Já o contrário é... Nada. 

Eu não dou nada a ninguém para receber o mesmo em troca. E não falo de presentes, nem de flores. Se gosto de alguém, preocupo-me genuinamente. E gosto de, de vez em quando, saber como estão. Faço-o de coração, sem interesses ou segundas intenções. 

Mas às vezes surgem na minha mente várias dúvidas. As mais recorrentes são: porque é que as pessoas têm tendência em esquecer-se de mim? Porque é que não se preocupam? Será que gostam mesmo de mim? Porque se gostassem, procuravam saber notícias minhas nem que fosse uma vez por ano. Ou não é assim que funciona?

Aos olhos dos outros, isto pode parecer parvoíce, ou mesmo infantil. No entanto, para mim, mesmo que parvo, não deixa de ser importante. Afinal, as pessoas também vivem de afetos e gostam de saber que se preocupam com elas. Ou estarei errada e serei a única? 

Por isso, ponho-me a pensar porque me preocupo tanto com os outros e não sinto ninguém a preocupar-se comigo... Quantas amigas tenho longe e se não for eu a contactar, não recebo nem uma micro sms... 

E no meio de todas estas divagações, surge aquela dúvida... O problema é meu, não é?

23 ☽


O meu estado atual... 



E eu, como estou?

Bem melhor! 

A alteração na medicação fez efeito e tenho-me sentido bem. Já não ando tão cansada, as dores de cabeça são cada vez mais raras, ando mais enérgica, tenho dormido muito melhor e só isto, ter um sono de qualidade, fez quase toda a diferença! Até o meu humor mudou, a minha disposição para fazer as coisas aumentou, assim como a paciência (que andava quase no nível zero, diga-se, e ninguém tinha culpa do meu estado mas, enfim, são águas passadas e eu não estava a conseguir controlar tudo). O que umas noites bem dormidas conseguem fazer por uma pessoa! 


Ainda não me sinto a cem por cento, sei que falta dar alguns passos para lá chegar, mas começo a ver uma luz ao fundo do túnel e sei que é possível recuperar totalmente (houve alturas em que duvidei). 


Estou no bom caminho, só preciso de continuar a manter o foco, sem desvios...

17 ღ



"O dom de deixar ir"

Encontrei este texto por acaso e quando o terminei de ler, achei que merecia, e muito, ser partilhado. É longo, mas vale a pena ler até ao fim.

É preciso aprender a viver. A qualidade da nossa existência depende de um equilíbrio fundamental na nossa relação com o mundo: apego e desapego. Nesta vida, a ponderação, a proporção e a subtileza são sempre melhores que qualquer arrebatamento. Mas o essencial é aprender que a existência é feita de dádivas e perdas. 

Eis porque quem reza deve pedir e agradecer: tudo é, na verdade, um dom. Tudo passa... importa pois prepararmo-nos para a perda, ainda que tantas vezes não seja senão temporária... Alegrias e dores. Só há felicidade num coração onde habita a sabedoria e paciência dos tempos e dos momentos, a paz de quem sabe que são muitos os porquês e para quês que ultrapassam a capacidade humana de compreender. 

Na vida, tudo se recebe e tudo se perde. 

Amar é um apego natural mas também obriga a que deixemos o outro ser quem é, abrindo mão e permitindo-lhe que parta, ou que fique, sem desejar outra coisa senão que seja radicalmente livre. Aprendendo que há muito mais valor no ato de quem decide ficar do que naquele de quem só está por não poder partir. 

Nada verdadeiramente nos pertence. O sublime do amor está aí, na inteira liberdade que não pode ser condicionada por nenhuma outra força que não a vontade própria. Todo o amor é absolutamente livre. E assim é do primeiro ao último instante. Uma fidelidade que se esgotou no conforto de um hábito deixou de ser uma virtude admirável para ser um vício estranho ao amor. Amar pressupõe uma radical liberdade do espírito, da mente e do corpo, bem como uma via a direito entre a cabeça e o coração... numa vida decidida a fazer um caminho de compromisso com a liberdade de criação de si mesmo. 

Vivemos porque Alguém nos ama e de nós abriu mão, dando-nos o melhor de Si: a liberdade para a criação, também de nós mesmos através dos nossos atos! Qualquer pai percebe que há um momento em que é tempo de ver o seu filho partir... e porque os arcos não seguem as flechas, fica... para que o filho possa melhor ser quem é. 

Quase tudo neste mundo é impermanente. Nada nos pertence porque não somos daqui. 

Quem não sabe viver, adia o instante e perde esse dom. Nesta vida, adiar é perder. Aqui e agora temos o dever de pedir e de agradecer, também o de abraçar e o de deixar ir... o de aprender a viver nesta tempestade de razões e emoções. 

Dar é viver e reter é morrer. Mas nem todos são capazes de viver de forma plena, porque muitos são os que não compreendem que a vida se vive em marés de apego e desapego. Mantendo os braços bem abertos... para abraçar, mas também para deixar ir... como se o peito fosse uma janela... por onde importa que a luz, o ar e os outros encontrem caminho... 

Viver é apenas amar muito. 

Amar significa que a cada novo dia renovemos de forma consciente, o nosso caminho, o nosso ser. A beleza maior de um casamento é que ele se faz de dias e noites em que sucessivamente se elege a mesma pessoa. 

Nascemos e morremos sós, por mais que duas pessoas se amem nunca deixam de ser duas vidas, duas vontades – num amor só. Mas como os pilares de um templo, nunca excessivamente próximo pois que é pelo espaço que houver entre eles que crescerá o amor que os une. 

Ser é amar, numa entrega que implica abdicar de muito mais do que dos nossos bens. Significa acreditar na vida ao ponto de aceitar que sempre teremos o que precisamos. Numa lógica de dar e receber que nos ultrapassa a compreensão. 

Entretanto, ajudará aprender a agarrar o essencial e a largar o resto... 

José Luís Nunes Martins, in 'Amor, Silêncios e Tempestades'

11 ♥


I wear your winter coat
The one you love to wear
So I keep feeling close
To us beyond compare
The moment we can have
You catch me in your eyes
That beauty on my pillow
That holds me in the night
And I will find my strength to untame my mouth
When I used to be afraid of the words
But with you I've learned just to let it out
Now my heart is ready to burst

'Cause I, I feel like I'm ready for love
And I wanna be your everything and more
And I know every day you say it
But I just want you to be sure
That I'm yours

And if I've been feeling heavy
You take me from the dark
Your arms they keep me steady
So nothing could fall apart
And I will find my strength to untame my mouth
When I used to be afraid of the words
But with you I've learned just to let it out
Now my heart is ready to burst

'Cause I, I feel like I'm ready for love
And I wanna be your everything and more
And I know every day you say it
But I just want you to be sure
That I'm yours

That I'm yours

10 ♥


You are the one girl
And you know that it's true
I'm feeling younger
Every time that I'm alone with you

We were sitting in a parked car
Stealing kisses in the front yard
We got questions we should not ask but

How would you feel, if I told you I loved you?
It's just something that I want to do
I'll be taking my time, spending my life
Falling deeper in love with you
So tell me that you love me too

In the summer, as the lilacs bloom
Love flows deeper than the river
Every moment that I spend with you
We were sat upon our best friend's roof
I had both of my arms round you
Watching the sunrise replace the moon

How would you feel, if I told you I loved you?
It's just something that I want to do
I'll be taking my time, spending my life
Falling deeper in love with you
So tell me that you love me too

We were sitting in a parked car
Stealing kisses in the front yard
We got questions we shouldn not ask

How would you feel, if I told you I loved you?
It's just something that I want to do
I'll be taking my time, spending my life
Falling deeper in love with you
So tell me that you love me too

Tell me that you love me too

Tell me that you love me too

9 🍀


Maré de azar?


Acho que a idade já não perdoa! Um pouco mais de esforço do que o habitual e faço uma lesão muscular. Ninguém merece... 

Agora um pouco mais a sério, eu e a minha mania de querer fazer as coisas sozinha, deu nisto! Aprendi a lição (pelo menos enquanto tiver dores...).  

Aqueles minutinhos


Todos os dias tento ter uns minutinhos só para mim, para estar em silêncio, concentrada em mim, a ouvir o meu corpo e a minha respiração. O objetivo é relaxar o corpo e libertar a mente de todos os pensamentos que me assolam e concentrar-me apenas naquele momento. 

Nunca tenho o mesmo ritual de meditação. Há dias em que medito durante as minhas caminhadas mais lentas e se o local não tiver ruídos fortes que me possam distrair. Outras vezes, coloco uma música suave e aproveito o silêncio da casa, e outras ainda, durante o duche, deixando-me levar pelo som da água a correr. São minutos preciosos, que me transformam e me fazem encontrar de novo a serenidade que, por algum motivo, perdi durante o dia. Fico mais calma, mais bem disposta, com outra energia. 

Eu era muito céptica em relação à meditação. Mas desde que tive a oportunidade de saber mais sobre assunto e experimentar, mudei completamente de opinião. No início, não era fácil concentrar-me. Distraía-me ao mínimo barulho, não conseguia relaxar totalmente... Mas com o tempo fui melhorando, embora ainda esteja longe da perfeição. 

A meditação passou a fazer parte dos meus dias. Tento não falhar, porque sei o bem que me tem feito. Podem ser apenas cinco minutos, não importa a quantidade, mas são uns minutos muito preciosos. 

4 ♥