6 de julho de 2017

Subscrevo totalmente


"Às vezes fica a saudade de tudo o que podia ter sido e não foi. Esse futuro passado, tão desejado, que acabou por não ser, tudo o que sempre desejou. 

Essa memória lá à frente de uma imagem com as cores do sonho. Que nunca aconteceu. 

Às vezes fica a memória, da marca que deixou a vontade, quando tentou fazer acontecer vezes sem conta mas teve que desistir. Não por não ter sido capaz. Mas por perceber que talvez aquele futuro não era o seu. 

Nem tudo o vento leva. E nem tudo a esperança traz. Mas sempre podemos deixar ir o que queremos, para deixar espaço para entrar o que merecemos. Porque, na maior parte das vezes, merecemos muito mais do que aquilo que um dia achámos que tivemos, e na verdade, nunca lá pertencemos."

Sem comentários: