3 de maio de 2017

Não falo sobre isso...

O único sítio onde falo sobre o meu esgotamento é aqui. Fora daqui são muito poucas as pessoas que sabem sobre esta fase que atravesso. Não tenho vergonha de dizer o que tenho, simplesmente não quero estar a explicar uma coisa que sei que não vai ser entendida. 

Vivo num meio pequeno onde a maioria tem uma mentalidade muito fechada e onde certos assuntos são um grande tabu. Certas doenças, como depressão, esgotamento, entre outras do foro psicológico, não são compreendidas. As pessoas não as entendem mas também não se esforçam por saber um pouco mais. 

Ainda a semana passada ouvi uma coisa que me desagradou, quando no centro de saúde respondia a algo que me perguntaram. "Isso é coisa de quem não tem o que fazer! Uma enxada na mão e passava-lhe isso do esgotamento!" E a conversa não era com esta pessoa que lançou este comentário... O que me faz ter ainda mais a certeza de que as pessoas conseguem ser muito más quando querem... 

Ignorei, claro. Tamanha estupidez não merecia qualquer tipo de atenção e, honestamente, quero lá saber o que pensa aquela pessoa que não me conhece de lado nenhum. Porém, fiquei a pensar em como é muito fácil julgar aquilo que não faz parte do nosso conhecimento e estarmos completamente errados. Mas a maioria das vezes é sempre assim, o que chega a ser triste... 

É por isso que opto por não contar. Quando sei que é algo que vai ser mal interpretado, não falo sobre o assunto. Assim não me chateio e, neste caso em particular, concentro-me no mais importante: recuperar. 


4 comentários:

Um Mundo a Três disse...

Quando o problema não é físico é muito difícil para a maioria aceitar. Doença é uma gripe, depressão é invenção de gente que não tem o que fazer. Fazes muito bem em ter essa postura, não vale a pena perder tempo com gente ignorante.

Just me disse...

Infelizmente, como o esgotamento ou a depressão não se vêem exteriormente, as pessoas tendem a desvalorizar e não imaginam o enorme sofrimento porque as pessoas passam!
"Vozes de burro não chegam ao céu!" :)
Fazes bem em não lhes dar importância!
Força! Desabafa connosco neste teu mundo! Estamos por cá para dar uma palavra amiga! :) Beijinho

Ellie disse...

Um mundo a três: é isso, não vale a pena perder tempo com o que não é importante. ;)

***

Just me: um esgotamento também é físico, no meu caso houve um desgaste físico e mental grande, o que me leva a estar de baixa, mas as pessoas não entendem isso, porque não é algo que se note à primeira vista. Enfim... Como dizes, vozes de burro não chegam ao céu e cá estarei para desabafar sobre isso sempre que precisar. ;)
Obrigada!

***

Beijinhos :)

Coquinhas disse...

Força, concentra-te na tua recuperaçao que isso é que importa :)