26 de abril de 2017

Do meu pequeno grande amor

Ontem, ao fim da tarde:

- Mãe, apanhei esta filori pa ti. É pa ficares boa muito depessa. 



O facto de ser um cravo foi mera coincidência.


Demasiado tempo livre...


O ser humano é assim, nunca está satisfeito. Se antes não tinha tempo para nada e queixava-me, agora tenho muito tempo livre e queixo-me na mesma. Até dá vontade de rir, apesar da situação... 

E o que faço com esse tempo livre? No caso, mudei o aspecto ao blogue. Bom... mudei apenas o cabeçalho e as cores, que é a única coisa que sei fazer. Ah ah ah! 😃 Mas ficou giro, não ficou? Sou suspeita, mas eu adoro estas cores! 

Pronto, e agora que terminei, não sei o que fazer ao resto do tempo livre... Acho que vou almoçar e depois ler um livro... 

24 de abril de 2017

♫ Save myself ♫

Só porque adoro esta música... 


I gave all my oxygen to people that could breathe
I gave away my money and now we don't even speak
I drove miles and miles, but would you do the same for me?
Oh, honestly?
Offered off my shoulder just for you to cry upon
Gave you constant shelter and a bed to keep you warm
They gave me the heartache and in return I gave a song
It goes on and on

Life can get you down so I just numb the way it feels
I drown it with a drink and out-of-date prescription pills
And all the ones that love me they just left me on the shelf
No farewell
So before I save someone else, I've got to save myself

I gave you all my energy and I took away your pain
'Cause human beings are destined to radiate or dream
What line do we stand upon 'cause from here looks the same?
And only scars remain

Life can get you down so I just numb the way it feels
I drown it with a drink and out-of-date prescription pills
And all the ones that love me they just left me on the shelf
No farewell
So before I save someone else, I've got to save myself

But if don't
Then I'll go back
To where I'm rescuing a stranger
Just because they needed saving just like that
Oh, I'm here again
Between the devil and the danger
But I guess it's just my nature
My dad was wrong
'Cause I'm not like my mum
'Cause she'd just smile and I'm complaining in a song
But it helps
So before I save someone else
I've got to save myself

Life can get you down so I just numb the way it feels
I drown it with a drink and out-of-date prescription pills
And all the ones that love me they just left me on the shelf
No farewell
So before I save someone else, I've got to save myself
And before I blame someone else, I've got to save myself
And before I love someone else, I've got to love myself

21 de abril de 2017

19 de abril de 2017

Bah!

O título traduz-se por: estou chateada! 

Estas "férias" chateiam-me. A bem da verdade, não são férias nenhumas, aquele foi apenas um nome simpático que arranjei para esta pausa obrigatória que é estar de baixa. Por que é assim que estou: de baixa, por estar doente. E isto chateia-me! As duas coisas, claro está. 

Eu sei que é preciso tempo para uma cura, mas a verdade é que já tenho saudades da minha rotina. Também sei que posso arranjar mil e uma coisas para fazer cá em casa, mas como seria de esperar, não é bem a mesma coisa. E não é mesmo. Os dias passam e eu continuo sem ter horários, sem ter uma tarefa definida, sem ter um prazo para cumprir... Os dias arrastam-se e eu aguardo com ansiedade por uma nova consulta para ver se se altera alguma coisa... Porque já cansa estar assim. 


E eu queixava-me que não tinha tempo, que os prazos eram apertados, que precisava de desligar-me um dia ou dois do trabalho... Agora que sou obrigada a estar "parada" por estar doente, queixo-me também... Mas, no fundo, as queixas são bem diferentes. Antes queixava-me e, no entanto, estava grata pelos dias preenchidos por boas razões. Agora os dias são mais vazios e o motivo não é dos melhores... Enfim... Nota-se muito que estou chateada? 

Claro que sei que é uma situação temporária. Claro que sei que o melhor está para chegar. Mas hoje estou um pouco chateada. 

Amanhã já passa. 

13 de abril de 2017

Previsões para os próximos dias...

A ordem continua a mesma: "férias". "Férias" mesmo, descansar o máximo e só manter alguma atividade física. Pois... Claro que já sabia que não ia "ter alta" ao fim de alguns dias e a ideia de "férias" até parece muito boa, sim, mas a verdade é que como freelancer não me posso dar ao luxo de deixar o trabalho de lado por tempo indeterminado. Expliquei esta questão à médica e ela lá me deixou trabalhar durante uma hora por dia, mas não mais do que isso. Entretanto, já pedi a uma colega que assegurasse o restante trabalho até eu poder voltar ao activo e, felizmente, ela aceitou e até estava a precisar de ganhar um extra. Ufa! Tive sorte. Pelo menos já vou conseguir relaxar mais, pois esta questão do trabalho estava mesmo a deixar-me preocupada. 

Sendo assim, a previsão para os próximas dias (falta saber quantos) é esta: 








12 de abril de 2017

Admiro mesmo!


Nesta minha fase de vida, há uma coisa que eu tenho que aprender a cultivar: a paciência. Sempre quis tudo para ontem, nunca gostei de esperar... Sempre fui muito impaciente e, para meu bem, vou ter que o deixar de ser. 

10 de abril de 2017

Podia ser assim...

Está calor. E já que estou de férias e tenho que descansar, bem que podia ser assim... 


Ou assim... 


Assim também seria perfeito e eu ficava boa num instante! 


Era ou não era o descanso ideal? 😊

7 de abril de 2017

E a consulta?


Foi hoje a minha nova consulta. E correu muito bem. Pelo menos foi com essa sensação que saí de lá, ao fim de uma hora e meia - não estou a exagerar! 

Gostei bastante da médica, da forma como ela me fez sentir durante toda a consulta (muito bem, diga-se), da maneira calma e bem explicita com que falou sobre o meu problema e do facto de ter feito questão (mesmo eu já sabendo) de me explicar com detalhes do que se trata um esgotamento nervoso. Infelizmente cheguei a este estado porque não fui devidamente acompanhada e a medicação estava toda errada. 

Foi tudo alterado. Desde a medicação ao tratamento complementar que ela prescreveu. Agora é seguir tudo à risca e esperar que comece a fazer efeito e eu, finalmente, sinta que estou a melhorar. 

Mantenho a esperança de que é agora que tudo se vai endireitar. Depende muito de mim, é verdade, mas espero que o tratamento junto com a minha força de vontade funcione. 



Nota: a única parte chata é a pausa (férias) que a médica me obrigou a fazer. Como freelancer não me posso dar ao luxo de tirar uns dias sem me organizar primeiro. Mas a saúde é o mais importante, por isso alguma solução hei de arranjar... 

3 de abril de 2017

Novidades e mudanças

Tenho uma nova médica de família. A anterior teve que sair do Centro de Saúde e entretanto já foi atribuída uma nova médica. Gostei bastante dela e da forma como já estava inteirada do meu caso. E, numa conversa franca, aconselhou a que mudasse de médico (e de especialidade) pois achava que não estava a ser bem acompanhada, sobretudo porque não me sinto melhor. Tanto tempo passado e perdido e continuo na mesma... 😢

Porém, nada de desesperar. Não sei como ela conseguiu, só sei que esta semana já tenho consulta com o novo médico. Aliás, será uma médica. Não esperava tamanha rapidez, confesso, mas estou bastante satisfeita. 

E será desta que vão acertar no tratamento mais adequado para mim? Quero acreditar que sim, que agora a minha sorte vai mudar. Estou cansada de estar assim, de me sentir doente, de saber que me estou a esforçar para melhorar, mas que tudo o resto (o que não depende de mim) não está a resultar. 

Espero mesmo, acredito mesmo, que esta vai ser uma boa semana para mim. Uma semana com mudanças que trarão com elas dias melhores. Fingers crossed!