9 de fevereiro de 2017

Leve

Eram sete da manhã quando saí de casa para uma caminhada. Estava a precisar daquela hora só para mim, antes de começar com os afazeres do dia. 

À medida que ia caminhando ia observando a paisagem. Os pensamentos iam fluindo e com eles a raiva também apareceu. Comecei a acelerar o passo como se isso ajudasse a expelir tudo que estava a sentir naquele momento. Os olhos começaram a ficar turvos... As lágrimas, por mais que lutasse contra elas, começaram a cair. Percebi, então, que não valia a pena lutar mais. Chorar era tudo o que estava a precisar para limpar a alma de tudo o que tem acontecido nos últimos tempos. E chorei. Chorei como há muito não chorava. Na verdade, já não me lembrava o que era chorar a sério, daquela maneira. 

Se resolveu os meus problemas? Oh... não. Longe disso. Mas às vezes precisamos de nos deixar cair para nos levantarmos com mais força. E eu já não aguentava mais segurar tantas lágrimas que guardei teimosamente dentro de mim durante demasiado tempo. A minha alma ficou bem leve, o que, parecendo que não, é muito bom. 

1 comentário:

[B] disse...

Como te compreendo... Ontem também me aconteceu o mesmo e deixei-me chorar até me sentir melhor.
Força querida.