Just another busy Monday... [14]

Estes últimos dias, e hoje não foi diferente, têm sido passados de um lado para o outro. Trabalho, assuntos pendentes para resolver, trabalho... Sinto que as horas voam de tão absorvida que estou nas minhas tarefas. 

Claro que com este "lufa-lufa" o cansaço começa a aparecer, não só o físico, e eu já começo a acusar a necessidade de férias... 

Que bem que me iam saber uns dias de descanso! Estou mesmo a precisar de desligar... 


Mas, não sendo possível para já, que seja uma boa semana! 


Just another normal Monday... [13]



É feriado, mas por aqui será uma segunda-feira igual às outras. Não tenho nada de diferente programado a não ser trabalho e, se der tempo, uma ida rápida às compras para melhorar a organização no escritório aqui de casa. Muito interessante, portanto, mas faz parte. 

Boa semana, gente gira! 
🌻🌻🌻

♫ Cá por casa toca... ♫


I keep fighting voices in my mind that say I’m not enough
Every single lie that tells me I will never measure up
Am I more than just the sum of every high and every low?
Remind me once again just who I am, because I need to know (ooh oh)

You say I am loved when I can’t feel a thing
You say I am strong when I think I am weak
You say I am held when I am falling short
When I don’t belong, oh You say that I am Yours
And I believe (I), oh I believe (I)
What You say of me (I)
I believe

The only thing that matters now is everything You think of me
In You I find my worth, in You I find my identity, (ooh oh)

You say I am loved when I can’t feel a thing
You say I am strong when I think I am weak
And You say I am held when I am falling short
When I don’t belong, oh You say that I am Yours
And I believe (I), oh I believe (I)
What You say of me (I)
Oh, I believe

Taking all I have and now I'm laying it at Your feet
You have every failure God, and You'll have every victory, (ooh oh)

You say I am loved when I can’t feel a thing
You say I am strong when I think I am weak
You say I am held when I am falling short
When I don’t belong, oh You say that I am Yours
And I believe (I), oh I believe (I)
What You say of me (I)
I believe

Oh I believe (I), yes I believe (I)
What You say of me (I)
Oh I believe (oh)

As coitadinhas

Se há coisa que detesto, que me deixa mesmo irada, é aquela pessoa que se arma sempre em vítima. Aquela que tem sempre o discurso de coitadinha, que tem sempre queixa de tudo e de todos. Não há nada que não seja motivo para ser a vitimazinha que, com ar de sonsa, lá vai largando os seus queixumes para todos ouvirem: ai que não posso fazer isto, ai que não posso fazer aquilo, ai que isto está muito mal para mim, e ai que sou uma mártir e tenham peninha de mim...

Eu ignoro total e completamente estes coitadinhos. Não dou confiança, não alimento os seus queixumes parvos. É que, vai-se a ver, não têm um único motivo válido para tanta mania da perseguição. Chegam mesmo a ser uma ofensa a quem tem reais problemas e não abre a boca para reclamar da vida.

Às vezes apetece mesmo chegar ao pé destas pessoinhas e gritar aos ouvidos: acordem para a vida! 


Porque elas não vivem, nem querem deixar viver.