23 de fevereiro de 2018

Inspira, expira... não pira.

Hoje está a ser um dia particularmente stressante para mim. Acordei com uma sensação estranha, um nó na garganta que não sei explicar. Um pressentimento esquisito, alguma coisa a querer dizer-me alguma coisa e, ao mesmo tempo, uma certa angústia a apoderar-se de mim. Pensando a fundo, analisando tudo, acho que não tenho motivos para tal estado, mas tenho andado o dia todo assim, estranhamente estranha. Acho que sou eu a complicar mais uma vez, quando devia respirar fundo e deixar estes sentimentos menos bons sair. Porém, assim que expiro, volto a sentir tudo outra vez. 

Bah! Este texto não faz algum sentido, assim como eu! Mas é assim que me sinto hoje. À toa e sem sentido. 

Espero que passe. 

21 de fevereiro de 2018

O que desejo para hoje (e todos os dias)

Há dias, como o de hoje, em que me ponho a pensar no que desejo para a minha vida. Surge sempre muita coisa em mente, e para além dos desejos mais comuns e que todos nós pedimos sempre, há sempre coisas novas que desejávamos ter ou fazer. Mas nem é desses que quero falar.

Por muitos desejos que possa ter, umas coisas mais possíveis outras menos, há sempre um que eu nunca me esqueço de pedir, por me parecer ser o que mais pode influenciar os outros: saúde. Peço sempre saúde para mim e para os que me são próximos, pois sem ela julgo que tudo perde o sentido. Talvez não perca, mas a verdade é que sem saúde a nossa vida muda toda. 

É por isso que o meu desejo de hoje é saúde. Para hoje e para todos os dias. 

E para além do pedido, quero igualmente agradecer. 


Por toda a saúde que tenho tido até agora, eu e os meus, e porque tudo o que foi surgindo teve sempre solução. Estou muito grata. 


19 de fevereiro de 2018

16 de fevereiro de 2018

♫ Cá por casa toca... ♫



O fim de semana está aí... Que seja bom, que seja perfeito, com muito amor à mistura...